Roupas que usei na gestação

Ooi gente, quero compartilhar com vocês as roupas que usei na gravidez da Lara. Tive que comprar roupas sim, não tem como fugir disso, mas sabendo escolher é possível aproveitar todas as peças mesmo depois que o barrigão sumir! Eu esperava a necessidade, para então comprar as roupas e sapatos.

Peço desculpas pelas fotos mal tirada, é que antes essas fotos era só pra mim, não sabia que um dia poderia compartilhar aqui.

A primeira compra foi 3 calças legging pra ficar bem confortável. A camisa e o blusão eu já tinha e usei até o oitavo mês (mês em que a Lara nasceu)

 

As sapatilhas eu já usava bastante, como meu pé não inchou não precisei comprar outras opções. Esses 3 primeiros vestidos eu consegui usar até os 6 meses mais ou menos, depois começou a ficar curto de mais. Quando era possível adaptava com a calça por baixo.rs Todos eles eu já usava antes de engravidar.

IMG_20150517_081857646 IMG_20150619_092345720  

Roupas de ginástica

IMG_20150625_192804010 IMG_20150611_193551541 IMG_20150709_193421906

As blusas pra ficar em casa trabalhando, o ideal é ter aquelas mais compridas que cobrem o bumbum, fica mais confortável na hora de sentar.

IMG_20150612_151646309 IMG_20150703_101227524 IMG_20150610_143839176

Os vestidos para sair, como tem elástico na cintura uso até hoje.

IMG_20150613_220733567 IMG_20150605_240332021

Espero que consigam economizar nas roupas, pois há muito o que comprar para o seu bebezinho.

Beijos mamães!

 

Gestação semana 7

7º semana

Antes de mais nada preciso que você saiba que seu bebê já se movimenta bastante, mesmo você não sentindo, e o desenvolvimento dá um salto nessa semana podendo o embrião medir até 13mm, um feijãozinho!

Já é possível ver um buraquinho onde será a boca e vários órgãos vitais estão se desenvolvendo a todo vapor.

A mudança de humor é bem evidente, além dos hormônios, o nervosismo e a ansiedade da mudança pode também afetar o seu sono com pesadelos e até insônia. As atividades físicas pode ajudar a regularizar essa montanha russa de sentimentos.

Mamães, é difícil encontrar um médico que a oriente que é de extrema importância você fazer uma visitinha ao seu dentista e dizer que está grávida. O ideal é fazer os tratamentos antes de engravidar ou entre o 4º e o 6º mês de gestação. Veja a matéria do site da Colgate que encontrei:

A saúde bucal pode afetar a gravidez?
Há cada vez mais evidências sugerindo a existência de uma relação entre as enfermidades gengivais e os nascimentos prematuros, e de bebês que nascem com peso abaixo do normal. As gestantes portadoras de enfermidades gengivais têm maior propensão a dar à luz a bebês prematuros e abaixo do peso normal.

Outros estudos devem ainda ser feitos para que se estabeleça de que maneira as enfermidades gengivais afetam a gestação. Parece que essas doenças aumentam os níveis dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto. Os dados também sugerem que quando uma enfermidade gengival piora durante a gravidez, o risco de o bebê nascer prematuro aumenta.

Que posso fazer para garantir uma gravidez saudável?
O melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao dentista e resolver todos os problemas bucais, antes de ficar grávida.

Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação.

Que problemas orais podem ocorrer durante a gravidez?
Os estudos revelam que um grande número de mulheres tem gengivite durante a gravidez, com acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes irritando a gengiva.

Mantendo seus dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, você pode reduzir significativamente ou até evitar a gengivite durante a gravidez. E além disso, você pode ajudar ainda mais a saúde de seus dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas.

Leia toda a matéria aqui no site deles.

Gestação semana 6

6º semana

Como você está se sentindo? O amor cresce mais do que o desespero e as dúvidas das mudanças? A ficha caiu? Chorou ao ouvir o batimento do coraçãozinho do seu bebê na ultrassonografia? Como explicar tudo isso as pessoas ao seu redor? Eu preferi guardar só para mim. Compartilhava apenas as minhas lágrimas de felicidade e realização com o meu amigo e parceiro, eu não precisava dizer nada e ele entendia tudo.

Nada de muito novo nessa semana, com o tubo neural fechado o cérebro começa a tomar forma, os intestinos, rins e fígado estão se formando e o seu bebê tem o tamanho de um grão de arroz, entre 2 e 4 mm. O coração já bate em um ritmo de 150 batimentos por minuto e é possível distinguir onde está os olhos, nariz, orelha e os botões por onde sairão os braços e pernas.

O sono pode já não ser o mesmo, já que a bexiga trabalha numa frequência maior e os seios sensíveis podem estar atrapalhando sua posição de dormir. Caso você já tenha ganhado peso, não se preocupe, é comum. Agora, se você perdeu peso por conta dos enjoos e azias, fique alerta ok? Suas reservas para suprir a necessidade do seu bebê não dura muito. Procure um nutricionista para adequar equilibrar sua alimentação.

Até a próxima semana 🙂

Gestação semana 5

5º semana

Na quinta semana você já está  mais de um mês gestante, a ficha ainda não caiu, você deve estar decidindo ainda para quem vai contar, se é que vai contar agora né?rs Algumas mães conseguem esperar 3 meses para anunciar a gestação. Nessa semana eu ainda nem desconfiava, comecei a sentir o estômago estranho, mas achei que era algum tipo de intolerância a lactose (Cortei o leite o chocolate e comprei uns remédios para o estômago, vai entender…-.-)

Saiba que no primeiro trimestre da gestação é o momento em que devemos ter o maior cuidado com o nosso corpo, pois estamos carregando o ser mais importante das nossas vidas e eles ainda são bem frágeis. Não tropece, não caia, não se distraia pelo amor, pelo menos no primeiro trimestre e no ultimo.

Agora é hora de tomar algumas providencias: marcar o exame de sangue, se você ainda não o fez, agendar com um médico obstetra para iniciar o pré-natal, marcar a ultra-sonografia, correr para o google e pesquisar tudo sobre gestação, alterar o planejamento feito para o próximo ano, adequar o planejamento financeiro, passar na farmácia para comprar óleo corporal ou hidratante, e se você tem um pouquinho de tempo livre, passa em uma loja para bebês, só para sentir a áurea da maternidade e para ter o primeiro contato com as incontáveis coisas que os bebês usam.

Se você já pratica exercícios físicos, peça orientação ao seu treinador ou médico para saber quais os exercícios permitidos para gestantes. Normalmente ficará de fora todo e qualquer exercício abdominal. Se você é sedentária, após o terceiro mês é importante iniciar alguma atividade física leve como caminhada, hidroginástica, pilates e até Ioga. Se o seu médico liberar antes de completar o 3º mês, não perca tempo. Os benefícios do exercício físico você vai colher no antes, durante e pós parto. Eu escolhi o Pilates e foi maravilhoso, me deixou mais ativa e menos depressiva durante a gestação.

Os sintomas da gravidez já está bem acentuado nessa fase:

  • Enjoos, vômitos e azias
  • Seios inchados
  • Maior frequência urinária
  • Sono em excesso
  • Diminuição natural do metabolismo
  • Prisão de ventre
  • Dores de cabeça

Essas são os principais sintomas, mas alem disso podem ocorrer também:

  • Sangramento nas gengivas, pois há um aumento na vascularização nessa região. Recomenda-se massagens com os dedos, uso de escovas de dentes mais macias e é importante ter um acompanhamento de um dentista. Li relatos de gestantes que ficaram com todos os dentes bem moles e existe uma maior probabilidade das cáries aumentarem.
  • Pequenas pontadas no pé do útero, como se fossem cólicas. Isso pode ter relação com o crescimento uterino e é bem comum entre as gestantes. Caso as dores fiquem fortes de mais e acompanhado de sangramento procure seu médico, isso pode ser sintomas de um aborto.
  • Aumento da secreção vaginal é bem comum entre as grávidas, teve-se ter uma atenção maior se a secreção vier acompanhada de cheiro e coloração mais forte. Se a coceira aparecer é algum tipo de infecção, mas não se preocupe, isso também é bem comum. Marque seu médico e siga as orientações, ele passará remédios para alívio e controle da infecção (você vai precisar pois a coceira pode ser intensa podendo até ferir a vagina)

Para as mamães sortudas que não tem nenhum desses sintomas, parabéns!!! A minha dica é; registre tudo, escreva, tire fotos. Você está mais linda e sensível como nunca esteve e não coma mais na rua (diminua ao menos) nem exagere nos doces.

A alimentação é um ponto importante daqui para frente. Se você tinha uma vida agitada e sem horários é preciso desacelerar um pouco e cuidar da sua rotina alimentar, pois os principais órgãos, como os rins e o coração, estão se desenvolvendo, e o tubo neural, que liga o cérebro à medula espinhal, se fecha. Nessa fase alguns médicos receitam Ácido Fólico para prevenir má formação no tubo neural, pergunte a ele se é o seu caso e qual a quantidade adequada. Aproveite essa fase para uma reeducação alimentar, todo o cuidado que a gente tem na gravidez é na verdade a forma correta de se alimentar. Alimentos de cores variados, ingestão de vegetais crus, e um balanço correto das categorias alimentares. (Aquela da pirâmide) Se você conseguir isso já é um passo importante para a sua saúde, do bebê e da sua família. Falaremos disso na Introdução Alimentar daqui um ano, mas leve para a vida essa dica.

Até a próxima semana 🙂

Gestação semana 4

Me diz se tem alguém que na gestação não acompanhou pela internet tudo sobre o desenvolvimento do feto semana a semana? Eu lia em vários sites e falava para o Andre “Essa semana o bebê já tem rim e fígado” hahaha*. Cada semana era algo novo e eu ia descobrindo como esse desenvolvimento acontecia na teoria.
Então resolvi juntar tudo aqui e compartilhar com vocês. Algumas semanas teremos mais informações e outras nem tanto. Vamos começar pela 4º semana que é mais ou menos a fase da descoberta.

4º semana

Com um mês provavelmente você já desconfia de algo ou  já sente seu corpo diferente. A menstruação ainda não desceu, os cheiros estão mais fortes e aí começa a sentir borboletas no estômago só de imaginar.

Se a sua gravidez não foi desejada, calma, que todo susto é passageiro, as coisa vão se ajeitar. Mas se é planejada e desejada você deve estar pulando de alegria e ansiosa para fazer os testes de farmácia. Seu teste deu negativo? Espere por mais uma semana e refaça. Deu positivo? Então não tem erro, o teste de farmácia pode dar falso negativo, mas é muito, muito raro ocorrer um falso positivo (pois o teste detecta a quantidade de HCG na urina, hormônio que é produzido apenas na gravidez), então corra para marcar o teste de sangue apenas para ter uma ideia de quantas semanas você está e para poder levar ao seu médico.

Nessa semana pode acontecer o chamado sangramento de implantação, talvez você nem note, pois está esperando que a menstruação venha como de costume, mas se você já confirmou a gestação e notou o pequeno sangramento não se assuste. O embrião vem para o útero através das trompas e se fixam para dar inicio ao crescimento da placenta, nesse momento da “implantação” pode romper alguns vasos sanguíneos, mas é um ligeiro sangramento, caso o sangramento tenha volume, é preciso procurar um médico imediatamente.

*Os motivos que podem levar ao falso positivo são:

1 – Aborto recente e ainda constar resíduos do beta HCG no sangue.

2 – Infecção urinária.

3 – Uso de medicamentos que contém hormônios, normalmente administrados para fertilidade feminina (ovidrel, por exemplo).